11/09/09

11 de Setembro

Fazem hoje 8 anos, mais ou menos a esta hora estava eu colada à televisão a ver a segunda torre a ser atingida por mais um avião enlouquecido em directo. Já passaram oito anos, parece mentira!
Há oito anos atrás,era eu uma miúda de dezoito anos, prestes a iniciar o 2º ano de faculdade. Em oito anos muda muita coisa... o mundo mudou, tornou-se um sítio pior para viver, as pessoas são mais inseguras, desconfiadas, ouve-se falar em terrorismo a toda a hora. Tenho pena que os meninos de agora cresçam num mundo assim. Quando eu crescia os miúdos não sabiam o que eram terroristas, ou Bin Laden, os aviões não se despenhavam contra prédios, não existiam atentados com tanta frequência e por aí fora.
Em oito anos acabei um curso, voltei para o Algarve, trabalhei, cheguei à conclusão que não gostava do meu emprego, arrisquei, voltei para Lisboa, voltei à faculdade e comecei tudo de novo. Em oito anos, perdi duas grandes amigas, fiz novos amigos daqueles a sério, passei por infernos familiares, encontrei o amor, perdi-o algures pelo caminho, perdi uma pessoa que me marcou mais na morte do que em vida e que me abriu os olhos para o quanto somos passageiros e ensinou a relativizar. Em oito anos amadureci, tornei-me mais tolerante, mais calma e gosto mais de mim hoje do que em 2001. Foram precisos oito anos para chegar aonde estou e ser quem sou e gostar disso...
E vocês o que fizeram nos últimos oito anos?

10 comentários:

continuando assim... disse...

uiii

pois eu fiz tanta coisa ...

se leres o livro "Continuando assim..." ficas com uma luzes :) :)
beijinho

teresa

Menina do Mar disse...

ai... já foi à 8 anos pois é... Lembro-me de estar também em frente à tv a ver a segunda torre a ser atingida, em directo e não perceber nada! Pensar que estava a ver mal, pensar que eu não devia estar bem que aquilo não podia estar a acontecer...
E agora 8 anos depois a vida continuou já nem me lembrava do "11 de setembro" tiveram de me lembrar :s
enfim, tens razão o mundo esta pior, o que me entristece porque tenho um grande sonho que cada vez mais tenho mais medo de realizar: filhos :(

pb disse...

Parabéns pelo texto. Gostei.

Em oito anos fiz muita coisa. Mas o que aprendi e de que me fartei, foi das vitórias morais. Por isso, dizer, agir na altura certa dá-nos vitórias reais.

teardrop disse...

O que escreveste fez-me muito sentido. Há 8 anos atrás estava a 3 dias de ir conhecer aquele que é ainda hoje o meu namorado. Estava no Algarve, foi o dia em que os meus pais compraram uma casa na aldeia onde nasceu o meu avô. Ainda não sabia os resultados da faculdade. Fiz o curso, adorei e hoje faria exactamente o mesmo... trabalhei numa farmácia, mudei para outro sítio à procura de um sonho e hoje em dia na indústria ganho menos mas tenho uma vida mais realizada. Inscrevi-me agora num mestrado. Também passei por algumas dificuldades familiares, perdi e ganhei amigos. Tive alguns sustos. Vi a minha irmã tirar o seu curso e começar a trabalhar, uma profissão muito nobre e que me enche de orgulho. Passados estes 8 anos também gosto muito mais de mim do que antes, reformulo, passados 8 anos sou feliz.

Maria disse...

Neste dia, estava eu ao telefone com uma grande amiga minha da altura. Infelizmente já acabou essa amizade.. Tempos diferentes.

beijinho.

Sophia disse...

Miúda... ;) fizest.me pensar e sabes? Tens razão... foram oito anos que me fizeram chegar onde cheguei e gosto!
De lá prá cá... perdi um grande amor, voltei a apaixonar.me algumas vezes, vi nascer uma mana, uma sobrinha e muitos primos, chorei a perda de um grande amigo, fui morar sozinha, troquei de emprego uma mão cheia de vezes, fiz novas amizades... Aprendi a viver o momento e aprendi que a felicidade é um estado de espírito!

miúda gira disse...

Olá!

Muito obrigada a todos pela vossa participação e por partilharem também aqui um pouco. Alguns de vocês já conhecia, outros não, gostei muito de saber que passam por aqui e que vos fiz pensar um pouco.Beijinhos

miúda gira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hélio disse...

No dia 11 de Setembro, tinha tido o meu primeiro dia de aulas do 4º ano do curso... Tinha acabado de almoçar e preparava-me para comprar uns livros para consulta quando, num bar ao lado da livraria, vejo um dos edifícios do World Trade Center em chamas... achei que aquilo era inverosímil demais até que, precisamente nesse instante, o 2º avião colidiu com a outra torre. À ida para a sala (em que acabou por não haver aulas nesse dia), todos nós falámos do que aconteceu e do que poderia vir a acontecer em retaliação... A retaliação, 8 anos depois, ainda dura, infelizmente... Oito anos depois, preparo-me para ir trabalhar, no próximo ano, o país e o estado atacado. Visitarei a cidade e o local e pensarei em todas as pessoas que morreram, seja por que motivo tenha sido... Irei para esse país porque nestes 8 anos a minha vida mudou imenso, como convém. Só temos o Agora e o Agora deste momento será diferente do Agora do momento seguinte, logo, a Vida é feita de Mudança (já dizia o Poeta)...

Gostei de aqui vir...

Beijinhos :)

Joana Maria disse...

Olá gostei do teu texto. Vim ao teu blogger através de uma pessoa que se tornou seguidora do meu blogger. Neste dia estava em vésperas de ir ao médico, uma visita muito atribulada em que acabou numa ameaça ao próprio médico da minha parte. E acabei por desistir de lá voltar. Se continuasse não teria aqui a escrever este meu comentário. Médicos que não sabem diagnosticar males aos doentes mas sabem-nos iludir. Acordei a tempo. Acabei o meu curso de Direito, tirei a carta de condução, e um curso de computadores. Fiquei com 2 amigas de faculdade Acabei por reencontrar uma colega num perfil na net (uma pessoa que eu nem pensava que iria se ligar numa pessoa reservada como eu sou) mas que talvez sejamos parecidas em muitas coisas já que somos piscianas as duas. Atrás dela veio um amigo, que eu acho uma pessoa espectacular, embora não o conheça ainda. E outras pessoas tenho conhecido através desta máquina mágica - o pc - e que o Bill Gates fez o favor de desenvolver permitindo que muita gente se conhecesse e evitasse muita solidão que existe por este Mundo fora. São bloggers destes como o teu que nós as pessoas os lêem e se revejam nas coisas que estão escritas.

Um grande beijinho para ti e muita saúde.