18/08/09

Quebrar as minhas regras

Dizem-me por vezes que tenho mau feitio, quando me zango com alguém mais próximo atiram-me em cara o meu mau génio. É verdade que de entre todos os pecados capitais, se tiver de escolher um de que sofra é a ira. Mas não é o meu defeito mais vincado que me define, o que me define é o que tenho de bom, e essas coisas por mais que me tentem afundar (sim, há pessoas que gostam de ver os outros mal) nunca mas irão tirar.

Sou uma mulher de extremos, ou amo ou odeio na maior parte das vezes, mas a vida já se encarregou de me tornar mais mole no que aos extremos diz respeito.

Sou muito determinada, perseverante mas sem ser demasiado teimosa, sei quando erro e não tenho problemas nenhuns em reconhecê-lo e pedir desculpa.

Sou por vezes demasiado introspectiva, guardo muitas coisas para mim, que por vezes só servem para me magoar ainda mais, não consigo partilhar tudo. Uma vez li num qualquer livro de signos (na altura em que tinha uma obsessão com os signos) que a mulher escorpião guarda sempre um segredo que não revela a ninguém, há sempre qualquer coisa no seu íntimo que ninguém ao longo da sua vida vai conhecer. Na altura achei aquilo uma estupidez, agora começo a pensar que afinal não é assim tão descabido.

Sou uma pessoa de trato fácil para quem me conhece, sou simpática, amável, bem disposta, por vezes acontece que não estou bem disposta e a coisa não corre tão bem.

Sou um pouco stressada, quando estou cansada se as coisas não correm como quero ( que é o mais certo) entro um pouco em parafuso, nada que uma chamada de volta à terra e um pouco de paciência não resolvam.

Sou cerebral na medida em que penso muito na minha vida e no rumo que toma (cada vez mais) mas se tiver que me definir direi que sou um ser profundamente emocional, demais até. Sinto tudo intensamente, ao extremo, no que aos sentimentos diz respeito para mim não há meios termos, ou estou de alma e coração, ou adoro alguém ou bato com a porta para não mais voltar e sem olhar para trás. Aqui sou profundamente escorpião, o que por vezes é uma grande merda.

Sou sincera, detesto gente falsa, hipócrita e fingida que brinca com os sentimentos dos outros com a intenção de magoar alguém, na minha vida nunca magoei ninguém verdadeiramente com intenção de o fazer. Eu digo o que penso quando me perguntam, sem paninhos quentes e pára-quedas, mas sou incapaz de fazer isto a alguém que esteja a sofrer ou carente de atenção, isso é simplesmente cruel.

Sou amiga do meu amigo, não sou capaz de deixar os meus amigos ao abandono, sem noticias minhas só porque tenho muito que fazer ou tenho namorado, isso é um absurdo para mim.

Tenho uma boa memória fotográfica, consigo lembrar-me do nome de pessoas que não vejo há séculos e de ouvir falar, o que me tem dado uma boa ajuda ao longo da vida.

Adoro comprar presentes e fazer surpresas a alguém que gosto só para ver o ar de felicidade estampado na cara dessa pessoa, é uma recompensa e tanto. Adoro que me façam surpresas, posso até não gostar muito da surpresa em questão mas faço o possível para que não se note, porque a intenção é que conta.

Tenho de reconhecer que sou um pouco bipolar, posso estar de bem com a vida e de um momento para o outro porque pensei em algo que me pôs triste ou alguém fez algo que não gostei fico magoada e pensativa, o que sei que não é nada bom.

Sou o tipo de pessoa que chora baba e ranho a ver os filmes favoritos e que sai sempre do cinema com a lágrima no canto do olho. Não tenho problemas em admiti-lo, não tenho vergonha, os sentimentos são o que fazem de mim um ser humano e eu sinto tudo intensamente seja real ou não.

Nunca antes neste blog me expus assim tanto e não sei se tal irá acontecer novamente, mas estou numa fase de viragem da minha vida, em que me tenho tentado libertar de pessoas que não me fazem bem, de lembranças que só me magoam e quero avançar para o futuro de cara lavada, a tentar libertar-me das amarras que me sufocam, algumas desde sempre.
Estou a tentar mudar a minha vida, encontrar a minha felicidade, porque se é verdade que para algumas pessoas a felicidade é uma bênção, para mim será sempre uma conquista porque até hoje nunca tive nada que me caísse ao colo. E sei que não serei mais uma espectadora da minha própria vida, daqui para a frente sou eu que estou no comando do meu destino e não o contrário…

15 comentários:

Le Enfant Terrible disse...

É curioso, essa descrição é em muitos pontos idêntica à que faria da minha pessoa!

kuka disse...

Que lindo e muito bem escrito.Fazes bem em querer mudar,se é para a tua felicidade,teu bem-estar,que o seja.Acho que por vezes não conseguimos comandar tudo o que acontece,mas se estivermos ciente dessas coisas,já facilita muito.
Revi-me em muitos aspectos do que escreveste,não sei se tem muito a ver,mas sou balança com ascendente em escorpião se não me engano.
beijinhos

Fénix disse...

Revi-me em tanto do que escreveste, talvez por ser escorpião também...

Que a tua vida e que conquiste essa felicidade que procuras..

miúda gira disse...

Enfant terrible,

muito bem-vindo.Talvez seja uma descrição idêntica à que farias de ti próprio porque no fundo somos todos parecidos e queremos mais ou menos as mesmas coisas ;)

miúda gira disse...

kuka,
eu sei que a maior parte do que acontece na nossa vida não depende só de nós, que a nossa felicidade não é individual, mas depende daqueles que amamos também , o que queria dizer é que no que depender de mim, vou parar de deixar escapar as oportunidades, deixar de ter medo e deixar de me preocupar tanto com certas coisas e pessoas. E isso é algo que eu posso fazer e depende só de mim. beijinhos

p.s.- escorpião com balança também dá mistura tramada, não é verdade?

miúda gira disse...

Fénix,
olha palavras para quê? deves saber bem do que falo, que até hoje todas as pessoas que conheci do mesmo signo têm muitas destas características.beijinho e obrigada

Sílvia disse...

Adorei o texto e adorei conhecer-te um bocadinho melhor. Somos parecidas em muitos aspectos, nomeadamente na parte da ira, e de nunca ter magoado alguém com intenção, se o fiz, não foi de certeza por querer... Também sou capaz de chorar como uma maria madalena a ver filmes, ou até a ouvir uma musica com uma letra cheia de significado... Enfim, sou assim ;)

bjinho****

Maria Manuela disse...

E é por seres assim e isso transparecer aqui que eu gosto de cá vir.

Quanto ao mau feitio, bom eu não sou a melhor pessoa para falar em ataques de mau feitio!

:)

Menino do mar disse...

Eu, correndo o risco de ser minimalista, diria, és escorpião, fascinantemente escorpião....

Beijo

miúda gira disse...

Silvia,
gosto muito de te ler também.Às vezes estou a ler textos teus, daqueles pensamentos mais complicados que tu tens e ponho-me a pensar que realmente aquilo podia ser escrito ou pensado por mim. beijinho ;)

miúda gira disse...

Maria manuela,
desde o dia em que descobri o teu blog nunca mais deixei de lá ir todos os dias religiosamente. Acho que nós as duas somos parecidas em muita coisa mesmo!O mau feitio é só uma delas... beijinhos

miúda gira disse...

Menino do mar,
fiquei muito contente no dia em que descobri que o teu blog estava aberto novamente.Agora já posso passar por lá quando me apetecer. Beijinhos

frank verlag disse...

As autobiografias podem ser parciais......Pois.

Menina do Mar disse...

o meu irmão também é escorpião e consegui ver aqui umas parecenças sim senhora...
Mas gostei muito de ler este teu textinho, texto vá, que textinho tira-lhe a força que ele tem e que eu tanto gostei! Está tão bem escrito, quando li parecia que te estava a ver a alma e devo dizer que também penso muito na vida e tenho a mania de dizer tudo o que penso, as vezes mesmo quando não devia...:S

Bem, sabes que mais, sê feliz!
beijinho *

Pipinha disse...

Olá Miúda Gira,
Gostei da tua sinceridade ao escreveres sobre ti. Temos algumas coisas em comum.
Fazes bem em libertar-te do que não te faz bem e recomeçar.
Espero que encontres a verdadeira felicidade, dentro de ti mesma, para depois veres a feliciade em tudo o que te rodeia.
Gostei de aqui estar. Voltarei.
Beijinhos e boa semana.