09/04/09

Até onde se vai por ambição?

Ter ambição é bom. É bom dentro de certos limites e sempre conscientes de que os fins não justificam os meios. Foi isto que me ensinaram, é assim que deve ser. Devemos querer mais da nossa vida, fazer o máximo possível, atingir objectivos, concretizar sonhos, realizarmo-nos, mas não à custa dos outros.
Ontem fui tomar café com antigas colegas de trabalho. Ora, primeiro lá vem a velha história das mulheres "muita mulher junta dá sempre confusão" e "as mulheres são todas umas cabras umas com as outras" e tal, já sabemos tudo isto e como as generalizações são perigosas. Pois, onde eu trabalhava éramos quase todas mulheres e aparentemente todas se davam bem. Afinal parece que não é bem assim. Há lá uma que recentemente se abarbatou do cargo de outra com a conivência e estupidez do filho do patrão (é uma espécie que me faz muita confusão, o cargo de filho do patrão) que é um burro de primeira, ganha 8000 euritos por mês sem fazer nadinha de nada da vida e ainda empata quem trabalha. Ora esta rapariga, que encontrou uma forma de subir na vida não esteve com meias medidas e passou a perna a todas as outras colegas que claro que agora não a vêem muito bem, o ambiente anda de cortar à faca e só não foi pior porque aquela a quem passaram a perna é uma senhora paxá. E eu que não sabia de nada, andava feliz da minha vida a pensar no próximo jantar de confraternização todas juntas que agora me parece que não vai acontecer tão cedo... Enfim! Isto quando mete dinheiro e poder está tudo tramado...

2 comentários:

Mona Lisa disse...

Infelizmente eu também vejo coisas assim quase todos os dias, não me parece que seja caso isolado. Quando o assunto é dinheiro e poder...acho que aí é que vemos quem são as pessoas na realidade. beijinhos

Menina do Mar disse...

Pois parece-me que a expressão (se assim se pode dizer) "muita mulher junta dá sempre confusão" é mais correcta se for antes "muito dinheiro junto leva a confusões"...
enfim...
**